Só Barroso - Automóveis de qualidade

Carros elétricos e híbridos vão passar a emitir ruído

A partir deste mês, a União Europeia vai obrigar a que todos os carros novos elétricos e híbridos, vendidos na Europa, emitam ruído a baixas velocidades.

09 julho 2019

Até então, os carros elétricos e os híbridos (em modo de condução elétrica) eram totalmente silenciosos. A partir deste mês, a União Europeia vai obrigar a que todos os carros novos elétricos e híbridos, vendidos na Europa, emitam ruído a baixas velocidades (até 30km/h) de modo a evitar atropelamentos.

Pretende-se, no entanto, que até 1 de julho de 2021 todos os carros com este tipo de motricidade tenham um sistema emissor de ruído devidamente instalado.

O sistema que vai passar a ser instalado, já este mês, em veículos novos deste tipo chama-se AVAS (Audible Vehicle Alert System) e será semelhante ao som emitido por um motor convencional. A sua frequência estará entre os 56dB e os 75dB e será proibido, pela nova Diretiva Europeia, a existência de um interruptor que permita desligar o alerta sonoro.

Um estudo da Associação Britânica de Cães-guia, a Guide Dogs, apurou que os peões têm uma probabilidade 40% maior de serem atropelados por um elétrico ou híbrido do que por um veículo movido a gasolina ou gasóleo.

Perante estes números assustadores e tendo consciência do risco que pode representar para os peões, a União Europeia tomou esta medida de modo a prevenir situações desastrosas e mudar, então, os resultados desta estatística.

Os elétricos e híbridos são a aposta do futuro e são veículos amigos do ambiente, daí estarem em constante otimização e melhoramento. Esta exigência em nada altera as caraterísticas e potencialidades dos automóveis em causa, apenas visa a segurança pública. Acima dos 30km/h, os elétricos e híbridos (em modo de condução elétrica) voltarão ao silêncio que os carateriza.

 

Outras notícias: