Só Barroso - Automóveis de qualidade

Ford testa na “pior estrada do mundo”

O pesadelo dos buracos na estrada está bem presente na vida de todos os que as usam para se deslocarem. A Ford está a levar esta ideia ao extremo com uma estrada que mais se assemelha a um campo de minas no seu centro de testes na Bélgica!

22 fevereiro 2016

A má manutenção e estado do piso das estradas é um dos maiores problemas que os condutores enfrentam no dia-a-dia. Dados vindos da terra de sua Majestade revelam que no ano passado mais de 25 000 veículos foram submetidos a reparações devido a buracos nas estradas. Pior ainda, mais de um terço dos acidentes registados em solo europeu estão relacionados, direta ou indiretamente, com falta de manutenção do pavimento. Com este problema em mente, a Ford Motor Company criou um circuito de 1,9Km, no seu centro de testes na Bélgica, o com os piores buracos e lombas possíveis. Um verdadeiro assassino de suspensões que fornecerá aos engenheiros da marca informações relevantes para o desenvolvimento de chassis mais seguros e robustos.

Este pequeno circuito está integrados nos 80Km das instalações da Ford Lommel na Bélgica e apresenta lombas segundo as especificações europeias e americanas, assim como riscos simulados mais comuns de 25 países a nível mundial. “Desde passagens irregulares na China a estradas montanhosas na Alemanha… este circuito é um verdadeiro catálogo de superfícies duras que podem ser encontradas pelos nossos consumidores” disse Eri-Jan Scharlee, Técnico Especialista em durabilidade da Test Facility Ford Lommel. “Ao incorporar estes desafios nas nossas instalações de teste, podemos desenvolver veículos para no futuro estes responderem melhor a condições adversas”.

A informação é recolhida através de equipamentos semelhantes àqueles usados por sismólogos no estudo de terramotos com intuito de testar as cargas suportadas pelas suspensões e outros componentes e já se obtiveram resultados oriundos de Lommel. A tecnologia Continuous Damping Control Reduction Potholes ajusta a suspensão caso detete que uma roda tenha atingido uma depressão, mantendo o veículo estável evitando assim a perda de controlo do veículo. “Analisar os dados recolhidos durante os testes permitiu à Ford desenvolver uma gama de tecnologias avançadas de auxílio ao condutor e criar modificações que ajudam a melhorar de forma contínua a segurança e robustez dos nossos veículos” assegurou Scharflee.

Veja o vídeo criado pela Ford para apresentar o novo troço da sua pista de testes, que é anunciado como "a pior estrada do mundo"

Fonte: Turbo