Só Barroso - Automóveis de qualidade

Os 10 carros mais caros do mundo

Motores turbo, atmosféricos ou elétricos, que em alguns casos ultrapassam os mil cavalos. Apêndices aerodinâmicos para menor resistência aerodinâmica. Enormes asas para não levantarem “voo” e preços que superam o milhão de euros.

24 março 2016

A chegada do Bugatti Chiron e da versão de produção do Koenigsegg Regera obrigou a atualização da lista dos carros mais caros do mundo, ou pelo menos, com permissão para circular em estrada.

A lista, perfeita para aqueles que não sabem o que fazer com o prémio do Euromilhões, é dominada pelo Koenigsegg CCXR Trevita, por módicos 4,4 milhões de euros. Mas não faltam máquinas de milhões, só para fazer sonhar.

1. Koenigsegg CCXR Trevita (4.470.000 euros)
O Trevita, que em sueco significa “três brancos”, é limitado a três exemplares. A particularida encontra-se na carroçaria, em fibra de carbono, “pintada” com milhões de partículas de um composto de plástico que ao refletir o sol cria um efeito “diamante” na carroçaria.

2. Lamborghini Veneno (4.100.000 euros)
Em segundo surge o Lamborghini Veneno, do qual foram produzidas 12 unidades (3 do Coupé e 9 do Roadster). O preço é de 4,1 milhões de euros. O motor é um V12 de 750cv.

3. W Motors Lykan Hypersport (3.100.000 euros)
Por menos um milhão surge o Lykan HyperSport da W Motors. Só foram fabricadas 7 unidades do bólide que salta entre prédios no Velocidade Furiosa, cada uma por 3,1 milhões de euros.

A particularidade deste superdesportivo encontra-se nos LED’s dianteiros, com pequenos diamantes incrustados. O motor de 750cv promete uma velocidade máxima de 395 km/h.

4. Koenigsegg One:1 (2.560.000 euros)
O Koenigsegg One:1 é outro dos bólides que esgota os adjetivos para o qualificar ou descrevê-lo. 1.341cv de potência, aceleração dos 0 aos 300 km/h em 12 segundos e um preço que chega aos 2.560.000 euros. E se a sua capacidade de aceleração é brutal, o mesmo acontece com a travagem, com 400 aos 0 km/h em escassos 10 segundos (28 metros apenas).

5. Bugatti Chiron (2,4 milhões de euros)
O Bugatti Chiron é, sem dúvida alguma, a grande estreia nos hiperdesportivos. Sustituto natural do Veyron, o Chiron já se colocou no Olimpo dos automóveis. O preço arranca nos 2,4 milhões de euros e tudo o que promete é simplesmente espetacular: 1.500cv de potência, 1.500 Nm de binário, aceleração dos 0 aos 100 km/h em 2,5 segundos e 420 km/h de velocidade máxima (limitada eletronicamente).

6. Ferrari F60 America (2.276.000 euros)
Só 10 unidades produzidas do Ferrari F60 America, uma das jóias mais exclusivas criadas em Maranello. O primeiro cliente já pode disfrutá-lo depois de o levantar no último mês de janeiro. O preço deste novo “Cavallino” é de 2.276.000 euros.

7. Koenigsegg Regera: 1,8 milhões de euros
A versão de produção do Regera impressiona com mais de 1.500cv de potencia extraídos do seu complexo sistema híbrido. Chega aos 100 km/h em menos de 2,8 segundos e o preço arranca nos 1,8 milhões de euros.

8. Aston Martin One-77 (mais de 1.477.000 euros)
Apenas 77 unidades foram produzidas de um dos Aston Martin mais exclusivos dos últimos tempos, o One-77. Fibra de carbono para reduzir o peso e um desenho arrebatador caracterizam este missil sobre rodas. Está avaliado em 1.477.000 euros.

9. Ferrari LaFerrari (1,3 milhões de euros)
Ferrari LaFerrari. É o mesmo que dizer o Ferrari mais sublime e quase perfeito alguma vez criado. Quase 1.000cv (963cv) com o objetivo de bater os seus rivais híbridos: o McLaren P1 e o Porsche 918 Spyder.

10. Pagani Huayra (1.270.000 euros)
O “Deus do vento e dos furacões”, o Huayra é uma das últimas obras de arte criadas por Horácio Pagani. Motor 6.0 V12 biturbo de origem Mercedes-AMG, 730cv e um desenho agressivo para um carro em que tudo é à grande, incluindo o preço (1.270.000 euros).

Fonte: AP