Só Barroso - Automóveis de qualidade

Os 10 mitos mais tontos do mundo automóvel

Veja aqui algumas das ideias preconcebidas mais loucas que existem sobre os automóveis.

18 novembro 2015

1 - O combustível de avião faz os carros andarem mais
A potência do carro é influenciada pelo motor e suas capacidades, principalmente, e não pelo combustível utilizado. Mesmo com um combustível com mais octanas que o habitual (caso do combustível para aviões), um BMW Serie 1 nunca se irá transformar num BMW M5. Das mesma forma que, mesmo circulando a altas velocidades, umas asas não transformam um carro num avião, usar combustível de aeronaves também não vai fazer o seu carro “voar” sobre o asfalto.

2 - Os carros usados pela polícia são mais rápidos que os outros
A não ser no Dubai, onde a polícia pode comprar Mclarens e Lamborghinis, para a maioria das forças de segurança o mais importante nos seus carros são os consumos, resistência e durabilidade. Assim, colocar num carro usado pela polícia um kit de potência não é usual, embora algumas viaturas descaraterizadas possam esconder algo mais debaixo do capot.

3 - Quanto maior for o carro, mais seguro
A se lhe dissermos antes que, quanto maior o carro, menor a estabilidade em curva? É verdade que em caso de impacto, viaturas maiores possam ser mais seguras por apresentarem uma estrutura de deformação mais complexa, mas também quem é que compra um carro a pensar propositadamente em ter acidentes?

4 - Os carros podem funcionar a água
Infelizmente, a ideia de fazer um carro funcionar apenas a água e sempre que se acabasse o combustível bastava ir até a fonte mais próxima, encher uma garrafa de água e reabastecer o carro, não é verdadeira. O processo de eletrólise que transforma a molécula da água em oxigénio e hidrogénio não compensa em termos enegéticos o suficiente para mover um carro (sendo por isso preferível usar o hidrogénio já convertido). Segundo explicam os cientistas, tal ideia iria violar a primeira e a segunda lei da termodinâmica. Por isso, de momento o único dispositivo do carro que funciona com um tanque de água… é o limpa pára-brisas,

5 - A gasolina mais cara dá mais potência
Como o primeiro ponto deste artigo refere, o número de octanas não tem correlação com a potência do carro, e portanto não o faz andar mais. Usar gasolina de 98 octanas em vez de 95 octanas irá apenas ajudar a conservar o seu carro, aumentando o seu período de vida, e não a potência.

6 - O óleo deve ser mudado a cada 5000 quilómetros
Há muitos anos (quando ainda não existia internet) esta frase era verdadeira, mas com a evolução no fabrico dos motores e também no desenvolvimento de óleos sintético, esta ideia tornou-se obsoleta. Anteriormente, há décadas, a menor qualidade de construção, com maior espaço entre as peças, fazia entrar muita sujidade nos motores, pelo que era necessário mudar mais vezes o óleo. Atualmente, um condutor cuidadoso troca o óleo do seu carro a cada 10.000 ou 15.000 quilómetros.

7 - Os carros vermelhos pagam mais seguro
Talvez por muitas das marcas de luxo apresentarem os seus modelos desportivos em vermelho, há quem tenha a ideia de que comprar um carro dessa cor irá significar um valor mais alto na apólice do seguro automóvel. No entanto, nenhum simulador de seguros usa a escolha de uma cor (exceptuando casos específicos em que seja uma opção de preço elevado) como elemento de avaliação do preço do seguro. Uma curiosidade é que, no entanto, estatísticas indicam que carros vermelhos nas capas das revistas aumentam as vendas das publicações.

8 - Jantes maiores fazem o carro andar mais
Quando se colocam jantes maiores num carro, as sensações de condução podem melhorar e o condutor sentir-se mais confiante na sua condução, o que irá fazer com que ele possa dirigir de forma mais agressiva. Por esta situação, pode existir a ideia de que as jantes maiores fazem o carro andar mais, mas na verdade elas apenas ajudam o condutor a poder conduzir de forma a ser mais rápido, não efetuam um aumento direto do valor da velocidade máxima do carro.

9 - Quanto mais alta a mudança, mais anda o carro
Essa ideia é real em praticamente todas as mudanças do carro, mas tal não se verifica quanto se faz uma passagem da quinta para a sexta mudança, em carros com uma caixa de seis velocidades. Nesta situação, a sexta mudança tem como função aliviar o esforço do motor, e não para aumentar mais rapidamente a velocidade, pelo que se decidir fazer uma ultrapassagem numa estrada só com uma faixa de trânsito em cada sentido, o melhor mesmo é reduzir a caixa de mudanças para a quinta velocidade.

10 - O Ford Modelo T só foi vendido em preto
Talvez por ter sido o primeiro automóvel produzido em massa, existe o mito de que, para reduzir os custos da produção, só foi comprada tinta preta para pintar estas viaturas, por ser mais barato adquiri-la em maior quantidade. Embora os primeiros Ford Modelo T tenham sido todos pintados em cor preta, ao longo dos vários anos de produção foi possível adquirir o modelo em vermelho, verde, cinzento…

Fonte: Turbo