Só Barroso - Automóveis de qualidade

Paulo Gonçalves iguala melhor resultado português no Dakar

Motard português foi segundo classificado. Marc Coma venceu nas motas e Nasser Al-Attiyah nos automóveis.

20 janeiro 2015

Os motards portugueses voltaram a brilhar no Dakar e pela quarta vez Portugal saiu da prova no pódio. Agora foi Paulo Gonçalves o herói. O piloto da Honda terminou em segundo lugar, igualando a melhor classificação de sempre de um português na mais importante prova de todo-o-terreno — Ruben Faria tinha sido segundo em 2013, Hélder Rodrigues terceiro em 2011 e 2012.

Paulo “Speedy” Gonçalves só foi mesmo batido pelo espanhol Marc Coma, que conquistou a sua quinta vitória na categoria das motos. Esquiador durante o ano, Coma somou o triunfo deste ano aos de 2006, 2009, 2011 e 2014, igualando as cinco vitórias dos franceses Cyril Neveu e Cyril Despres e ficando apenas a uma do recordista, o francês Stéphane Peterhansel.

Na hora da vitória, Coma elogiou Paulo Gonçalves e Joan Barreda, que foi 17.º. “Ambos podem ganhar no futuro”, disse o espanhol, que bateu o português por 16 minutos e 53 segundos, menos do que as penalizações de 17 minutos aplicadas ao português, nomeadamente por ter trocado de motor com um colega de equipa.

Numa edição em que Portugal venceu três etapas (Hélder Rodrigues a 6.ª e 9.ª, Paulo Gonçalves a 7.ª), mais dois motards portugueses terminaram a prova: Ruben Faria foi sexto e Hélder Rodrigues no 12.º.

Nos automóveis, também houve um vencedor repetente. O qatari Nasser Al-Attiyah (Mini) conquistou a segunda vitória, batendo o sul-africano Giniel de Villiers (Toyota) por 35 minutos. Foi também a quarta vitória seguida da Mini. Carlos Sousa foi o melhor português, finalizando no oitavo lugar, a 3h44m de Al-Attiyah. Ricardo Leal dos Santos ficou-se pelo 23.º posto, a mais de 11 horas do vencedor.

Nos camiões, a vitória coube ao russo Airat Mardeev (Kamaz) e nos quads venceu o polaco Rafal Sonik. 

Fonte: Público