Só Barroso - Automóveis de qualidade

Veja onde vão estar os 30 radares rotativos

Esteve previsto para 2010, mas só deverá estar totalmente operacional em janeiro de 2017. Em causa o Sistema Nacional de Controlo de Velocidade (SINCRO) que implica a instalação de 30 novos radares fixos e das 50 cabines que os vão albergar, num sistema rotativo.

19 abril 2016

A Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR) vai pedir ao Sistema Nacional de Controlo de Velocidade (SINCRO) que, a cada seis meses, mude 15 dos radares de sítio – deste modo, os condutores nunca irão saber quais as cabines que têm os radares ativos.

As 50 cabines estarão, no entanto, devidamente sinalizadas e distribuídas por 25 vias nacionais, desde auto-estradas, estradas nacionais, itinerários principais (IP) e complementares (IC).

Os novos radares deverão estar instalados em 25 locais até ao final de setembro e a maioria dos 30 radares já vai estar a funcionar.

“Os restantes 25 locais terão de estar instalados quatro meses depois. A instalação da totalidade dos 50 locais de controlo de velocidade deverá estar concluída dentro de nove meses”, revelou a ANSR, que detém a propriedade dos programas necessários ao funcionamento do sistema, ao jornal Público.

Este sistema vai juntar-se aos radares móveis usados pela PSP e pela GNR e aos 18 radares fixos (16 localizados no túnel da CRIL, na Grande Lisboa, e dois na A25, em Viseu) existentes atualmente, sem esquecer os radares fixos, com pórticos, em Lisboa e Porto.

Fonte: AP