ARTUR JORGE APRESENTADO EM BRAGA «DE CORAÇÃO CHEIO»

Artur Jorge disse estar “de coração completamente cheio” e agradeceu aos responsáveis do Sporting de Braga a oportunidade, garantindo ter a convicção de que “é por mérito” que chega a treinador principal dos minhotos.

“Chego aqui por convicção, não por emoção, não por ser o mais fácil, mas por mérito. Estou cá pela competência demonstrada ao longo dos anos, por acreditar que este dia ia chegar e pelo percurso internamente”, disse na apresentação pública da nova equipa técnica dos bracarenses.

O técnico considerou que esse percurso tem sido feito, “por opção, por lealdade e fidelidade ao Sporting de Braga, e com muita paciência, trabalho e dedicação”.

Garantindo “que não haverá ninguém que queira ganhar” mais do que ele, prometeu “um plano para a equipa e uma mentalidade ganhadora implacável” para atingir o “sucesso”.

Artur Jorge, de 50 anos, assinou por duas temporadas e regressa ao comando técnico da equipa principal depois de o ter assumido interinamente, na parte final da época 2019/20, após a saída de Custódio Castro.

Proveniente, então, dos sub-23 dos minhotos, Artur Jorge conseguiu ‘roubar’ nessas últimas cinco jornadas o terceiro lugar ao Sporting, depois de ter ‘herdado’ a equipa na quarta posição.

“Esta é a minha cadeira de sonho, sinto que é minha e sinto-me claramente dono dela pela forma como apostaram em mim. A responsabilidade é a de representar o Sporting de Braga é sempre grande, hoje e sempre”, afirmou.

António Salvador disse que Artur Jorge foi escolhido com “convicção” dada a sua “competência”: “naquela reta final de cinco jogos, recuperámos cinco pontos de atraso e ficámos em terceiro lugar. Nunca há treinadores consensuais, mas este é um treinador de todos e para todos e é com ele que vamos continuar a ganhar”.

Presidente e treinador não quiseram traçar um objetivo concreto para a próxima temporada, mas António Salvador frisou que o Sporting de Braga “tem a tradição de conquistar algo nos últimos anos”.

“Queremos sempre mais, o Sporting de Braga tem uma história e uma estrutura muito forte, que o treinador conhece. Há dois anos, conseguimos um terceiro lugar, nas duas últimas épocas ficámos em quarto, temos uma história na Liga Europa e, nas taças, há um ano ganhámos uma Taça de Portugal e há dois uma Taça da Liga, temos tradição de conquistar algo nos últimos anos e é a isso que nos propomos”, referiu.

Artur Jorge disse associar-se a António Salvador “na ambição”, prometendo um Sporting de Braga “a entrar em todos os jogos, seja onde for, para ganhar”.

O treinador garantiu ainda a “continuidade” na aposta na formação, sobretudo nos “jogadores que possam acrescentar mais-valia e qualidade à equipa” e que, também, possam transformar-se em ativos financeiros para a SAD ‘arsenalista’.

Questionado sobre se a continuidade de Ricardo Horta é fundamental para o plano que tem para a equipa, respondeu laconicamente que o ‘capitão’ e melhor marcador de sempre do clube “é jogador do Sporting de Braga”.

“O que o presidente me disse antes de descermos no elevador foi que os jogadores que temos no plantel são os que tínhamos no ano passado. Contamos com todos os que, neste momento, fazem parte do Sporting de Braga e o Ricardo Horta é jogador do Sporting de Braga”, sustentou.

António Salvador disse esperar que Artur Jorge continue “além” dos dois anos de contrato.

“É um treinador e um homem da casa, que cresceu aqui enquanto jogador e treinador, desempenhou um trabalho ao longo destes anos em que mostrou a sua competência para poder assumir hoje os destinos da equipa principal do seu clube”, afirmou.

23 de maio de 2022

Newsletter