Diferença entre carros híbridos, plug-in e elétricos.

Se até há bem pouco tempo, quando comprava um carro, a sua decisão apenas recaía entre comprar um diesel ou um carro a gasolina, hoje em dia existem bastantes mais opções.

Existem os automóveis elétricos, os plug-in e os plug in híbridos.

Existe ainda uma outra opção de motorização dos automóveis, o hidrogénio, esta ainda não é muito popular, ao passo que os veiculos eléctricos e híbridos têm visto as suas vendas aumentar exponencialmente de ano para ano.

Quem opta por um automóvel eletrificado pode fazê-lo para diminuir a sua pegada ambiental, para reduzir consumos ou simplesmente para seguir uma tendência. Mas, seja qual for o motivo, vale a pena saber o que distingue cada uma das propostas atuais – entre elétricos, híbridos e híbridos plug-in – para decidir qual melhor se ajusta à realidade do quotidiano.

Cada uma destas motorizações tem as suas vantagens e a sua escolha via depender das suas necessidades ou objetivos.

Diferença entre carros híbridos, plug-in e elétricos

A diferença entre carros híbridos, plug-in e elétricos está nos motores e na produção de emissões de CO2.

O que são carros elétricos?

Os carros elétricos são veículos movidos a energia elétrica, não consumindo qualquer combustível fóssil enquanto se deslocam, nem produzindo quaisquer emissões de gases poluentes.

Além de amigos do ambiente pois usa energia renovável, estes carros têm um custo de rodagem bastante mais baixo do que um carro com um motor a combustão, uma vez que as motorizações elétricas não são constituídas por tantas partes móveis, logo requerem menos manutenção.

Os veículos totalmente elétricos, como um Tesla, são os melhores automóveis a nível ecológico ambiental e na manutenção. O preço dos carros elétrico usados já são bastante apelativos em comparação com a aquisição dos mesmos noutros anos. Estes automóveis são também os mais fáceis de explicar tendo para se movimentar dois componentes importantes, as baterias e os seus os motores elétricos.

 

Vantagens dos carros elétricos

1. Não usam combustível fóssil

2. Ausência de barulho do motor

3. Aceleração mais rápida

4. Manutenção mais barata

5. Isenção de impostos

 

1. Não usam combustível fóssil

Para já, abastecer um carro elétrico é gratuito na generalidade dos postos de abastecimento e, se deixar o seu carro a carregar em casa durante a noite, o custo deste procedimento é também relativamente baixo. Portanto, e tendo em conta o aumento constante do preço dos combustíveis, os carros elétricos tornam-se uma opção muito interessante nesta perspetiva.


2. Ausência de barulho do motor

Embora nem toda a gente considere isto uma vantagem, o facto é que uma viagem num carro elétrico torna-se bastante mais tranquila. Além disso, não haver barulho do motor, significa que não existe combustão, logo não existe emissão de gases poluentes enquanto circula.


3. Aceleração mais rápida

Os motores elétricos têm uma entrega de potência linear, isto é, o binário é sempre o mesmo desde o primeiro momento até ao limite das rotações do motor. Isto significa que os carros elétricos têm capacidade de acelerar bastante mais rápido do que um carro com motor a gasolina ou diesel.

Este é o segredo para o Tesla Model S P100D conseguir acelerar dos 0 aos 100 km/h em apenas 2,28 segundos. Cerca de 0,5 segundos mais rápido do que qualquer carro a combustão atualmente à venda no mercado.


4. Manutenção mais barata

A manutenção de um carro elétrico é extremamente simples. Como não existem partes móveis num motor elétrico como existem num motor a combustão, não há necessidade de mudar correias, filtros ou óleo.

Aliás, até a nível de consumíveis, os carros elétricos necessitam de bastante menos manutenção. Por exemplo, no caso das pastilhas de travões, num carro elétrico, elas são mudadas com bastante menos frequência do que num carro convencional. Isto, porque os elétricos beneficiam da travagem regenerativa das baterias, que abranda o movimento das rodas ao mesmo tempo que recarrega energia.


5. Isenção de impostos

Além de um incentivo dado pelo Estado de 2250€, o IUC dos carros elétricos é bastante baixo (entre 8€ e 32€). Além do mais, estão também isentos de ISV, o qual representa cerca de 20% do valor de um automóvel novo.

Temos em stock alguns automóveis elétrico que poderá consultar aqui. Bmw elétrico, Toyota eléctrico, Renaul eléctrio, Mercedes-Benz elétrico entre outros. Encontre aqui o carro elétrico usado que procura.

 

O que são carros híbridos?

Os carros híbridos tentam compilar o melhor dos dois mundos, auxiliando-se dos motores elétricos para aumentar a potência e diminuir os consumos e emissões de gases CO2.

Neste momento, os híbridos assumem-se como os carros do futuro próximo e as marcas estão a investir fortemente neste tipo de tecnologia, desenvolvendo cada vez mais e mais modelos e oferecendo vários benefícios aos clientes que trocarem os seus carros diesel por carros híbridos.

Os veículos híbridos sem a opção plug-in não são muito populares, isto porque as baterias destes carros duram pouco no modo elétrico, cerca de 2 ou 3 quilómetros de distância.

Ainda assim quando utilizado em conjunto com o motor de combustão vai proporcionar ao seu carro uma reação muito mais rápida ao pedal e baixar os consumos especialmente no transito e nos semáforos.

Apesar de serem os menos populares são muito provavelmente os mais ajustados à realidade da maioria.

 

Vantagens dos carros híbridos

1. Consumos baixos

2. Potência

3. Melhor performance

4. Apoios e incentivos fiscais

 

1. Consumos baixos

Quando comparado com um elétrico, um carro híbrido perde no que toca a consumos mas quando comparamos um híbrido com um carro equipado apenas com um motor a combustão, o híbrido consegue fazer consumos bastante mais apelativos.

Além disso, como não necessitam parar a cada 200km para recarregar as baterias, podem continuar a andar e percorrer cerca de 800km com apenas uma carga e um depósito.

 

2. Potência

Os híbridos usam um potente motor a combustão associado a um ou mais motores elétricos. Uma vez que os motores elétricos debitam em média 50cv de potência, mas em alguns casos os motores elétricos podem ter mais de 200 cavalos, podemos considerar que praticamente todos os carros híbridos dispõem de motorizações com uma potência combinada superior a 200 cavalos.

 

3. Melhor performance

Os motores turbo ou atmosféricos têm algum atraso na entrega de potência e não atingem o seu pico de binário nas rotações mais baixas, sendo esta uma das maiores críticas feitas aos motores a combustão.
Os carros híbridos são auxiliados por um motor elétrico que, como referimos anteriormente, tem uma entrega instantânea e linear de potência. Ou seja, com um carro híbrido, a aceleração é praticamente instantânea e o motor a combustão é poupado a esforços intensos.

 

4. Apoios e incentivos fiscais

Como os carros híbridos emitem cerca de metade dos gases poluentes dos carros equipados apenas com motor a combustão, o valor de IUC pago por um carro híbrido é consideravelmente mais baixo do que um carro apenas movido a gasolina ou gasóleo.

Caso pretenda comprar um carro híbrido usado pode consultar aqui os preços. Temos várias opções para si.

 

O que são carros híbridos plug-in

Os veículos Híbridos Plug-In parecem ser atualmente a melhor escolha do consumidor neste momento. Conseguem oferecer a experiência total de um veículo totalmente elétrico e a despreocupação de um veículo a combustão interna.

São, por um lado, o melhor dos dois mundos: conseguem atualmente cumprir, sem dificuldade, 50 quilómetros em modo exclusivamente elétrico e, por outro lado, não precisam de ser ligados à corrente para continuarem a andar quando a autonomia elétrica termina. E isto, para quem tem onde carregar o carro diariamente - quer em casa, quer no emprego, é uma mais-valia quando se sabe que a média europeia de condução de um utilizador regular é inferior aos tais 50 quilómetros.

Ou seja, permite circular no dia-a-dia sempre em modo elétrico, poupando no consumo e no desgaste do veículo, como também sair de fim-de-semana prolongado ou ir de férias sem se ter de preocupar com a localização dos carregadores.

Estes automóveis exigem, no entanto, alguma disciplina. É que é muito fácil deixar de o ligar à corrente por pura preguiça ou esquecimento e acabar a gastar o combustível fóssil quando seria absolutamente desnecessário.

 

Vantagens dos carros híbridos Plug-In

1. Apoios e incentivos fiscais

2. Consumos baixos

3. Autonomia

 

1. Apoios e incentivos fiscais

A primeira grande vantagem fiscal de uma viatura híbrida plug-in passa pela possibilidade de a empresa deduzir o IVA pago. Claro que não se pode ir buscar qualquer automóvel: de acordo com as regras estabelecidas, apenas é possível deduzir o IVA relativo a uma aquisição do valor máximo de 50.000€.

Depois, há que fazer contas à tributação autónoma, que consiste numa tributação adicional que é aplicada a todos os sujeitos passíveis de IRC (as empresas) e que incide sobre determinados gastos que não se encontram diretamente relacionados com a produção, independentemente de existir lucro ou prejuízo na atividade empresarial.

Assim, para as viaturas elétricas, a sua aquisição e as despesas associadas não estão sujeitas a qualquer tributação autónoma. Já os automóveis híbridos plug-in e respetivas despesas estão sujeitas à tributação autónoma, mas menos do que os veículos movidos a combustíveis fósseis.
Assim, na aquisição de uma viatura de até 25.000€, a taxa de tributação autónoma é de 10%; quando o custo de compra for inferior a 35.000€, a taxa de tributação autónoma é de 27,5%; e para soluções acima do último patamar, a taxa de tributação autónoma é de 35%. No caso de viaturas ligeiras de passageiros híbridas plug-in, verifica-se uma redução das taxas mencionadas, respetivamente, para 5%, 10% e 17,5%.

 

2. Consumos baixos

Os híbridos plug-in conseguem fazer consumos muito interessantes pois a combinação dos dois motores permite-lhe fazer um equilíbrio perfeito.

A grande vantagem dos modelos híbridos plug-in está no facto de podermos ter um modelo que, em ‘part-time’, é totalmente elétrico, e garante-nos as mais valias de modelos com essas características, mas que, ao mesmo tempo, caso não tenhamos bateria, nunca nos deixa a pé, e permite-nos abastecer de combustível em qualquer posto. Neste sentido, os de maior autonomia elétrica permitem-nos reduzir em muito os consumos, ou até anulá-los, mediante as distâncias percorridas.

 

3. Autonomia

Tendo em conta que a média diária de quilómetros de um condutor na europa é de 50 km estes automóveis são perfeitos para as deslocações diárias. Se necessitar de fazer viagens mais longas tem sempre o motor a combustão.

Os modelos híbridos plug-in têm baterias com maior capacidade do que os puros motores híbridos, as quais, por esse mesmo motivo, permitem já circular-se distâncias significativas de forma totalmente elétrica.

Obviamente que tal depende de marca para marca e varia também consoante os modelos, mas, por exemplo, já há veículos que anunciam uma autonomia elétrica de 50/60 km. Neste caso, os veículos têm já tomada de carregamento para as baterias, à semelhança dos modelos totalmente elétricos.


Conclusão

Resumidamente os veículos totalmente elétricos vão proporcionar uma maior poupança a longo termo (até ter de mudar as baterias). O veículo híbrido uma maior poupança na altura de compra e dos consumos de combustível. Já o Híbrido Plug-In é o melhor das opções anteriores.

Posto isto, antes de comprar analise primeiro qual das 3 opções se adequa melhor ao seu estilo de vida.

 

Artigos Relacionados:

22 de janeiro de 2020
Newsletter